puta tagged posts

Pelo meu direito de ser puta - Um tapinha não dói?

Pelo meu direito de ser puta #1 – Um tapinha não dói

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Pelo meu direito de ser puta #1

Há tempos querendo começar essa coluna e nunca conseguia passar para o “papel”. Explicando o título: até hoje ouvimos aquela frase que diz que toda mulher tem que ser “dama na mesa e puta na cama”, mas percebi que isso só vale na teoria, porque na prática é bem diferente, e é incrível como as pessoas gostam de julgar os outros por suas vidas, gostos e preferências sexuais. Na primeira vez que participei de uma discussão sobre isso, onde fui julgada, inclusive meu caráter foi julgado, eu fiquei chocada de ver como as pessoas ainda tem a cabeça fechada e, além de não aceitar, elas não respeitam quem pensa diferente delas. Foi então que comentei que criaria o movimento “Pelo meu direito de ser puta”, para quem sabe conseguir expor o que eu e mais mulheres (e homens) pensam sobre sexo, para mostrar que todos merecem respeito e tem o direito de conduzir sua vida sexual da maneira que mais lhe agrade, e que ser puta ou não ser puta não é algo ruim, e não está relacionado à cobrar por sexo, ou por não se valorizar (não que puta não se valorize, muito pelo contrário, se valorizam e merecem respeito como qualquer outra mulher). A questão aqui é ser puta na cama, com seu companheiro, amigo, namorado, PA, marido. Puta no melhor e mais gostoso sentido da palavra.

Um tapinha não dói?

Já dizia aquele antigo funk, não é mesmo? Tudo bem, ninguém é obrigado a curtir ou concordar com isso, somente respeitar.

Leia Mais