Beijo Grego

Beijo Grego

Assunto polêmico! Semana passada rolou no twitter uma discussão sobre beijo grego e homens que curtem tal carícia. Fiquei chocada ao perceber que, em pleno 2013, quase 2014, ainda há gente com a mentalidade de que se o homem sentir prazer com qualquer estímulo em sua região anal, significa que ele é gay.

Não é bem assim, galera! Vamos evoluir esse pensamento machista? E isso não tá só na cabeça dos homens não, tem MUITA mulher que pensa assim, e não duvido que elas sejam ainda mais preconceituosas que os homens com relação ao tema. Levando isso em consideração, é muito provável que os homens se sintam intimidados e com medo do julgamento de suas parceiras. Homem nenhum gosta de ter sua sexualidade questionada e colocada em dúvida.

Para os que não sabem do que se trata, beijo grego é nome dado à estimulação oral do ânus de seu parceiro (homem ou mulher). Também conhecido como anilingus, em inglês pode ser chamado ainda de rimjob ou rimming.

Antes de me aprofundas (opa!) no assunto, vamos esclarecer uma coisa? De acordo com o dicionário, a definição de gay é:

“adj. Informal. Pronuncia-se: /guêi/. Que se refere a homossexualidade: relacionamento gay.
Refere-se aos que se sentem atraídos (sexualmente e/ou emocionalmente) por pessoas do mesmo sexo.
Que pratica relações sexuais com pessoas do mesmo sexo.
Que demonstra comportamentos, particularidades e/ou ações características de homossexual: evento gay.
s.m. e s.f. Aquele ou aquela cuja atração (afetiva e/ou emocional) é demonstrada e/ou direcionada a pessoas do mesmo sexo: ela é gay, logo, tem uma namorada.
Designação comum de homossexual.
(Etm. do inglês: gay)”

Ou seja, o homem não passa a ser gay porque aceita e gosta de beijo grego. O gay só é gay quando sente atração por membros do mesmo sexo. Esclarecido isso, vamos lá.

O ânus é uma região erógena do corpo de qualquer pessoa, como qualquer outra área (pênis, vagina, seios, pés…), e não deve ser tratado como tabu ou zona proibida. Por possuir muitas terminações nervosas, a estimulação pode ser muito prazerosa. Ou vai dizer que você, mulher, não fica louca de tesão quando seu gato desce até o seu durante o sexo oral? É a mesma coisa! E ele está ali com você, o tesão é por você e por você estar fazendo aquilo. E se o tesão é por você, não vejo porque ele seria menos hétero por isso.

Um bom motivo para abrir a cabeça para isso: esse estímulo colabora com a circulação de sangue no pênis do lindo, aumentando assim a paudurescência dele. E isso significa o que? Mais diversão e prazer pra você mesma!

Bora deixar o preconceito de lado e nos preocupar mais em sentir prazer?

Pauta do dia: Beijo Grego

“Bom, o caso do beijo grego eu adoro até pode ser suspeito falar porque sou praticante de inversão com as minhas meninas e ávido apreciador do sexo em todas as suas formas e maneiras.
Fisicamente dizendo por ser uma região cheia de terminações nervosas é delicioso tanto pro homem quanto para a mulher. As minhas experiências com o beijo grego são ótimas e sempre tive grandes transas regadas a um orgasmo delicioso com a prática.
Acho que esse é um grande tabu para a sociedade masculina “conservadora” que deve ser quebrado, homem em geral precisa se permitir mais a coisas novas, novas sensações para saber se gosta ou não, há todo o direito de gostar ou não, mas pra saber tem que experimentar.”

~sr Alucard

Minha primeira vez rolou com uma garota que tenho muita sintonia. Sinceramente, não há coisa pior do que, na cama, você cortar o clima falando “ah, isso não gosto, não quero”. As regras se estabelecem antes. Durante, só se realiza. Nesse dia a garota estava num oral daqueles. Babado, delicioso, sugando, punhetando. Descendo até as bolas e brincando no períneo. Até aí, nada de mais. Tava muito bom. Percebi q ela gastava mais tempo no períneo e vi que ainda assim era muito bom. Olhava nos olhos dela. Via o sorriso safado dela. Segurava nos cabelos dela. CONFIAVA. Apenas deixei que ela continuasse algo que também estava dando prazer a ela (ela se rebolava, esfregando loucamente a xana em minha perna enquanto me chupava). Ela desceu. Não me arrependi. Delirei sentindo aquela língua quente e úmida me tocando ali.

Carlos

Nunca recebi, mas também não tive vontade ou interesse por parte da menina nesse sentido. Acredito que depende da parceira ou da situação. Por exemplo se a minha namorada tivesse interesse até poderia rolar, porque aí vai de uma outra intimidade totalmente diferente!!

– Anônimo

Share:
Written by Doce Veneno
O "Meu Doce Veneno" é um blog voltado para o mundo da sexualidade, com temas variados, desde contos eróticos, até posts sobre saúde. Com uma linguagem que fala diretamente com o leitor para aproximá-lo do/a autor/a, como uma conversa com um amigo íntimo. Vem pra mostrar que sexo não é mais tabu e que deve ser abordado de forma natural, pois todo mundo gosta, e todo mundo faz, e principalmente, todo mundo gosta de falar sobre isso. Compartilhar experiências, informações, ensinar e aprender.