Orgasmo auditivo

Olá minhas delícias! Quanto tempo! Estou em falta com vocês e peço desculpas, mas os dias têm sido corridos, e eu não consigo parar pra escrever. Vamos falar de música? Todo mundo gosta de uma lista, que eu sei!

Música de motel, música pra sexo, pra trepar, funhanhar, ou o nome que você preferir… A seleção fica por sua conta, mas sempre tem AQUELA música que é inevitável não pensar em sexo, naquela pegada gostosa, no sexo mais selvagem, ou no amorzinho mais gostoso (vai do gosto de cada um)…

Eu, particularmente, não curto música na hora do sexo, talvez antes, pra criar todo o clima, mas durante, a melhor trilha sonora são os meus gemidos misturados com os da pessoa que está comigo… A música como trilha sonora acaba ditando o ritmo do ato, e eu acho muito mais interessante poder variar as coisas. Mas como gosto é igual cu, e cada um tem o seu, separei aqui algumas pra vocês se inspirarem.

Led Zeppelin -Since I’ve Been Loving You
Etta James – At Last
Ben Harper – Sexual Healing / Marvin Gaye
Michael Buble – Feeling Good / Nina Simone
John Mayer – Slow Dancing in a burning Room
Joss Stone – Mr. Wankerman
Rolling Stones – Miss you
Lenny Kravitz – Ain’t no Sunshine / Hanson
Marilyn Manson – Sweet Dreams
Marvin Gaye – Let’s Get it On
Nine Inch Nails – Closer
Aerosmith – Dream On
Chris Isaak – Wicked Game
Bryan Ferry – Slave to Love
Portishead – Glory Box
Sade – Smooth Operator
Madonna – Forbidden Love (do Bedtime Stories)
Bon Jovi – Livin on a Prayer (Accoustic) 

Claro que algumas “clássicas” eu não poderia deixar de fora, né? Espero que gostem, seja pra hora do sexo, ou só pra criar um clima.
(grata ao @ViniciusMarcall, que me ajudou com ótimas dicas de músicas)

Divirtam-se! E sintam-se à vontade para comentar discordando ou concordando, e porque não dando as suas sugestões de músicas?

Share:
Written by Doce Veneno
O "Meu Doce Veneno" é um blog voltado para o mundo da sexualidade, com temas variados, desde contos eróticos, até posts sobre saúde. Com uma linguagem que fala diretamente com o leitor para aproximá-lo do/a autor/a, como uma conversa com um amigo íntimo. Vem pra mostrar que sexo não é mais tabu e que deve ser abordado de forma natural, pois todo mundo gosta, e todo mundo faz, e principalmente, todo mundo gosta de falar sobre isso. Compartilhar experiências, informações, ensinar e aprender.