Bom dia! Chegando com mais um Contos do Leitor pra vocês com mais um conto do Vico Ferrara. Espero que vocês curtam, porque os contos dele são uma delícia e eu adoro.

Sigam o exemplo dele e dos outros lindos que já saíram aqui, enviem seus contos para serem publicados aqui. É só enviar por email para contato@meudoceveneno.com.br ou através aqui do blog mesmo, na página de contato. Ou gritem lá no twitter ou na página do blog no facebook.

Enjoy, delícias!

Contos do Leitor: Interrompidos

— por Vico Ferrara

Já era nossa tradição terminar a tarde no alto de uma montanha que ficava no centro da cidade, curtindo o pôr do sol, namorando, transando…era bom demais poder transar dentro do carro, tão perto da cidade e das pessoas mas ao mesmo tempo longe do alcance delas.

Certa vez tirei a roupa toda do lado de fora do carro, comecei a arrancar as roupas dela, jogando de qualquer maneira dentro do carro. Ela agachou e começou a chupar meu pau… chupava, lambia, me olhava, me masturbava, chupava mais… uma delícia aquela boca e aqueles olhos azuis que me encaravam só aumentava o tesão.

Contos do Leitor - Interrompidos

Contos do Leitor – Interrompidos

Deitei ela no banco de trás do carro e comecei a chupar aquela buceta gostosa… chupei tanto que fiquei todo lambuzado daquela delícia. Não pensei duas vezes e dei um beijo bem demorado nela, que amava que eu a chupasse e beijasse em seguida.

Contos do Leitor - Interrompidos

Meu pau roçava o clitóris dela, uma pequena tortura que eu amava fazer só pra que ela me implorasse pra meter:

– Ai, mete logo, to morrendo de tanto tesão…

– Deixa eu entrar no carro, quero você por cima de mim.

Com ela por cima era uma delícia, o peso do corpo, os seios grandes balançando na minha frente enquanto eu os chupava, a bunda enorme que eu adorava dar tapas e apalpar… estava perfeito mais uma vez, uma delícia, até que um barulho de motor de carro se destacou entre nossos gemidos. Paramos na hora.

– Tá vindo pra cá??

– Sim! – eu disse – coloca a roupa!!

Que roupa? Aonde estava o que era dela e o que era meu? Não me lembro de ter colocado tão rápido uma calça jeans…não achei minha camisa social, apenas coloquei a camisa que usava por baixo da social, porque o frio já começava a aparecer. Olhei pro lado pra ver o estado da minha namorada e ela tava vestida, com a minha camisa social e sua saia. Nesse momento o carro que subia parou com os faróis iluminando nosso carro. Dois policiais desceram…

– Senhor, boa noite, este não é o local mais apropriado para fazer essas coisas.

Contos do Leitor - Interrompidos

Sério?! E o que fazer quando não se pode transar em casa, na casa da namorada e não se tem dinheiro pro motel?

– Tudo bem então, nós vamos descer de volta pra cidade…

Descemos “escoltados” pela polícia, sumimos no centro da cidade.

– E agora?

– Plano B… – falei olhando pra ela.

Subi em outro local, numa estrada de mata fechada. Gozamos gostoso, muito gostoso. Naquele dia nós não soubemos se a gargalhada que vinha fácil toda vez que a gente gozava era apenas pelo êxtase ou também pela aventura louca que poderia ter tido um desfecho diferente.

Contos do Leitor - Interrompidos

Share:
Written by Doce Veneno
O "Meu Doce Veneno" é um blog voltado para o mundo da sexualidade, com temas variados, desde contos eróticos, até posts sobre saúde. Com uma linguagem que fala diretamente com o leitor para aproximá-lo do/a autor/a, como uma conversa com um amigo íntimo. Vem pra mostrar que sexo não é mais tabu e que deve ser abordado de forma natural, pois todo mundo gosta, e todo mundo faz, e principalmente, todo mundo gosta de falar sobre isso. Compartilhar experiências, informações, ensinar e aprender.