Category Verba non Verbera

Verba non Verbera: Marco Civil

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Finalmente mais um texto do nosso Advogato mais amado, hoje pra falar sobre o “assustador” Marco Civil. Faz 3 semanas que to pra postar esse texto aqui, mas me faltava tempo, mas hoje surgiu a oportunidade, aproveitando que 2 meses após ser sancionada pela presidente Dilma, o Marco Civil finalmente entrou em vigor ontem (23). Aqui vamos falar somente da parte que realmente interessa para o blog, e para todo o conteúdo sexual online, pra quem quiser ler algo um pouco mais completo sobre (mas ainda um resumo), pode conferir lá no Renegados Cast, que tem uma versão boa pra vocês.

Se vocês tiverem dúvidas sobre algum assunto, podem entrar em contato, enviem emails que responderemos o quanto antes. Quer dizer, o advogato pão responde rs.

Enjoy, delícias!

Verba non Verbera – Marco Civil

Discussões, brigas, acertos políticos e infinitas teorias da conspiração depois, temos que o Marco Civil é hoje uma realidade – pelo menos em tese, já que seus efeitos ainda não se iniciaram e é ainda necessária uma extensa regulamentação para seu implemento – e, com ele, vemos que diversos assuntos passam a ser regidos de forma bem diversa da atual, embora outros quase não tenham sofrido quaisquer alterações.

Desde já deixamos claro aos nossos leitores que não traremos aqui qualquer discussão política acerca da legislação; não traremos à baila questões sobre “os nefastos motivos que fizeram o malvado governo, de uma hora para outra, e sem explicações, querer monitorar e controlar todos os computadores do país”. Neste texto estudaremos – de uma maneira relativamente técnica – apenas uma parte da norma: a parte relacionada à publicação de conteúdo sexual (acreditamos que, se os leitores chegaram nestas linhas, vocês já devem ter percebido a temática do blog, hehe).

Verba non Verbera - Marco Civil

Verba non Verbera – Marco Civil

Leia Mais
Verba non Verbera: Stalking - MDV

Verba non Verbera: Stalking

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Finalmente conseguindo postar a coluna do nossa Advogato favorito, com muito atraso já, mas espero que curtam, e se tiverem alguma dúvida, alguma sugestão de tema, fiquem à vontade para nos enviar, pode ser via email, página de contato, twitter ou facebook, que ele responde, nem que eu tenha que pegar o chicote e colocar ele no tronco rs. E hoje o assunto é sério, assim como anal, stalking é coisa séria, então, se você acha que stalkear, ou perseguir, alguém é normal, ou bonitinho, melhor rever os seus conceitos. Stalking não é brincadeira. Stalking também não é saudável! E digo por experiência própria, stalking não é legal MESMO, já fui seguida na rua, e garanto que não é nada agradável chegar em casa e ter um email descrevendo tudo o que você fez, a roupa que vestia e com quem estava, receber sms/whatsapp e ligações mesmo já tendo deixado claro que não quer nada, que não quer contato. Ou ainda receber visitas inesperadas e indesejadas no seu ambiente de trabalho. Stalking é coisa séria, então bora saber mais sobre isso, né?

Enjoy, delícias!

Verba non Verbera – Stalking

Permitam-me começar o texto de hoje com o conceito dado pelo ilustre Professor Damásio E. de Jesus sobre o que seria o stalking:

Stalking é uma forma de violência na qual o sujeito ativo invade a esfera de privacidade da vítima, repetindo incessantemente a mesma ação por maneiras e atos variados, empregando táticas e meios diversos: ligações nos telefones celular, residencial ou comercial, mensagens amorosas, telegramas, ramalhetes de flores, presentes não solicitados, assinaturas de revistas indesejáveis, recados em faixas afixadas nas proximidades da residência da vítima, permanência na saída da escola ou trabalho, espera de sua passagem por determinado lugar, frequência no mesmo local de lazer, em supermercados etc. O stalker, às vezes, espalha boatos sobre a conduta profissional ou moral da vítima, divulga que é portadora de um mal grave, que foi demitida do emprego, que fugiu, que está vendendo sua residência, que perdeu dinheiro no jogo, que é procurada pela polícia etc. Vai ganhando, com isso, poder psicológico sobre o sujeito passivo, como se fosse o controlador geral dos seus movimentos” (JESUS, Damásio de, 2008)

Leia Mais

Verba non Verbera: Falsidade Ideológica

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Depois de um período de férias prolongadas, mandei o Advogato mais lindo dessa internet de volta pro porão do MDV e coloquei ele pra trabalhar (insira aqui a trilha sonora de Escrava Isaura. Lerê Lerê…). Feito isso, a coluna Verba non Verbera está de volta! Aeeee! O tema de hoje é um tanto polêmico, visto que o que mais tem nessa vida de redes sociais é gente com perfil fake (me incluo nessa, pois comecei como “pseudo-fake” há 3 anos atrás) e volta e meia vejo gente que descobre que fulano ou beltrano não era quem dizia ser e rola a maior discussão nas TL’s alheias sobre falsidade ideológica. Muita gente não entende muito bem o que abrange tal crime, e o exemplo mais famoso que consigo me lembrar, ocorreu em 2012, com a nossa querida Alicia Delícia e o caso #aliciarevelada. Há umas 2 semanas atrás rolou outro caso parecido no twitter, então, pra tentar esclarecer um pouco as coisas, nada mais justo que trazer meu “advogado pão” pra explicar isso pra vocês.

Enjoy, delícias!

Verba non Verbera - Falsidade Ideológica

Verba non Verbera – Falsidade Ideológica

Leia Mais

Verba non Verbera: Lei Carolina Dieckmann

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Verba non Verbera – Lei Carolina Dieckmann

Você conhece a “Lei Carolina Dieckmann”? A coluna do “advogado pão” mais lindo, atrasada devido à correria com o Lingerie Day (mil desculpas!), explica tudo sobre isso.

Enjoy, delícias!

Leia Mais

Verba non Verbera: Direitos Autorais

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Verba non Verbera – Direitos Autorais – Ctrl C + Ctrl V liberados?

Há algum tempo atrás eu tive uma dor de cabeça no Tumblr por causa dos meus contos. Ou melhor, porque tinha um tumblr roubando meus contos aqui do blog, e postando sem dar créditos, ou ao menos citar que os contos pertenciam ao MDV. Fiquei quase uma semana nisso, os donos do tumblr publicavam, eu pedia pra deletar, eles ignoravam, então eu ia reclamar diretamente ao tumblr e eles removiam, e começava tudo de novo. Foi bem chatinho. Não vejo problema algum em pegar os contos aqui do blog e publicar em outro lugar, só peço que deem os créditos, coloquem o nome do autor e o link daqui.

Pensando nisso, corri pedir ajuda pro Advogato mais lindo e querido do mundo, o meu! Este que escreve aqui pra vocês. Acho super digno e justo vocês amarem ele também, e seguir ele lá no twitter, onde ele está à disposição para tirar dúvidas e bater papo, falar besteira, o que der vontade. Voltando… pedi pra ele escrever sobre Direitos Autorais hoje, porque é MUITO chato quando a gente acha nosso trabalho em outros sites e outras pessoas levando créditos por isso.

Enjoy, delícias!

Leia Mais

Verba non Verbera: Dado x Luana – Lei Maria da Penha

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Verba non Verbera – Lei Maria da Penha

Desculpem o atraso com a coluna Verba non Verbera dessa semana, se nosso Advogato passasse menos tempo reclamando do porão onde ele tá amarrado, esta coluna sairia no dia correto. Mas ele gosta de reclamar de barriga cheia, já que até deixo ele ir ao banheiro durante o “expediente”. Absurdo isso! Ainda bem que a Lei Maria da Penha protege só mulheres rs.

Que uma coisa fique clara logo no começo: só estamos escrevendo sobre esse tema específico porque a ruiva, dona do blog e nossa chefe, está nos mantendo trancados em um porão escuro, sem água ou comida, iluminados apenas por uma simples vela, até que entreguemos o texto finalizados. A que ponto chegamos… anos de faculdade para ficar comentando a vida de famosos… (rsrs).

Leia Mais

Verba non Verbera: Calúnia, injúria ou difamação?

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Verba non Verbera – Diálogo em vez do Conflito: Calúnia, injúria ou difamação?

Esse é o nome da nova coluna aqui do blog, escrita pelo meu amado amigo, meu advogato favorito e super foda, Carlos Maia, que escreveu o texto explicando o PDL da “Cura Gay” na semana passada. Toda semana ele vai trazer um texto novo, sempre a visão jurídica dos temas, sempre relacionados à internet, ou à sexualidade.

Verba non Verbera é latim e significa Diálogo em vez do Conflito. Latim porque fica linda a frase em latim rs.

Espero que curtam.

Enjoy, delícias!

Leia Mais
cura gay

Cura gay? Tratar o que?

Facebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailFacebooktwittergoogle_plusreddittumblrmailby feather

Depois de tanto ver discussões sobre a tal “Cura Gay” esses dias, em meio a tantos protestos e manifestações, e de ver tanta gente criticando, odiando, defendendo, etc e etc, o tal Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, principalmente depois de ver o querido Onifodente comentando sobre um vídeo do Marco Feliciano explicando que o tal projeto não se refere a uma cura gay, já que a homossexualidade não é uma doença, resolvi me informar, ler o tal Projeto, e pedir ajuda para um amigo advogado me explicar, já que não entendo lhufas de Direito e achei o texto complexo demais pros meus neurônios loiros, pra ver se realmente tá tudo errado e todo mundo entendeu errado a proposta do Projeto, ou se realmente era aquilo mesmo. Eu não queria escrever sobre algo sem ter entendido direito, pra não acabar escrevendo besteira.

Leia Mais